Diu palace

diu palace

Como funciona o DIU?

Ele normalmente está relacionado com o aumento da menstruação e cólicas. Algumas vezes o fluxo se torna tão intenso que a paciente pode apresentar anemia. Já o DIU com progesterona, por possuir hormônios, diminui a cólica e o fluxo menstrual, além de atuar, assim como o de cobre, dificultando a fecundação e impedindo a fixação do ovo.

Qual a dor na hora de colocar o DIU?

A dor na hora de colocar o DIU varia de uma mulher para outra, de acordo com sensibilidade para dor; no geral, incomoda. Juliana, que tinha o fluxo muito intenso e cólicas fortes, sentiu os benefícios, mas não num primeiro momento.

Quais são os efeitos colaterais do DIU?

Juliana Mezzaroba, de 33 anos, também colocou o DIU, mas do tipo hormonal e motivada pelos efeitos colaterais: reduzir o fluxo menstrual e as cólicas. Três anos após colocar o dispositivo, ela ainda sente dores, porém menos intensas e que são aliviadas com um remédio. Hoje sou uma pessoa normal.

É possível engravidar após usar o DIU?

Diferente do que algumas pessoas dizem ou pensam, o dispositivo não provoca infertilidade nem interfere nas chances de engravidar após retirá-lo. Depois de usar, a mulher vai engravidar tão fácil quanto se não tivesse usado o DIU. Ele não traz risco a mais, afirma Ilza .

O que é o DIU e para que serve?

O DIU, como é popularmente chamado o Dispositivo Intrauterino, é um método contraceptivo feito de plástico flexível moldado em forma de T ou Y que é introduzido no útero para impedir a gravidez.

Quais são os efeitos colaterais do DIU?

A ação contraceptiva desse tipo de DIU é devido à liberação contínua de íons de cobre no útero, o que provoca alterações no muco cervical e no útero, assim como interfere na motilidade do espermatozoide. Como não está associado a hormônios, esse tipo de DIU costuma ser bem tolerado pelas mulheres e está associado a menos efeitos colaterais.

Qual a dor na hora de colocar o DIU?

A dor na hora de colocar o DIU varia de uma mulher para outra, de acordo com sensibilidade para dor; no geral, incomoda. Juliana, que tinha o fluxo muito intenso e cólicas fortes, sentiu os benefícios, mas não num primeiro momento.

Quanto tempo dura o DIU?

Este tipo de DIU confere uma proteção por um período de até 5 anos. O procedimento para colocar o DIU é simples, dura entre 15 e 20 minutos e pode ser feito no próprio consultório ginecológico.

Quem pode inserir o DIU?

Ginecologistas e algumas enfermeiras podem inserir o DIU. O procedimento exige dilatação da cérvix, que é a abertura do útero. Muitas mulheres sentem dor, e algumas sentem tontura ou até desmaiam depois da colocação, segundo a ONG Planned Parenthood.

Quais são os tipos de Diu?

Apesar de existirem várias marcas de DIU no mercado, eles, basicamente, se dividem em dois tipos: os que contêm um fio de cobre e os com hormônios — e que, tecnicamente, são conhecidos pela sigla SIU. Como eles funcionam?

Quais são os benefícios do DIU cobre?

Outro benefício é que, como existe a opção de escolher entre dispositivos com ou sem hormônio, quem tem intolerância a essa substância, sofre de alguns problemas de saúde — como tromboses e problemas arteriais — ou simplesmente prefere não fazer uso desse composto pode optar pela colocação do DIU de cobre.

Qual a diferença entre Diu e Siu?

Os SIUs têm ação mecânica semelhante à dos DIUs, ou seja, eles também dificultam a movimentação dos espermatozoides no interior do útero e impedem que, em caso de fertilização do óvulo, ele se instale na parede uterina.

Postagens relacionadas: