Linha do oeste cp

linha do oeste cp

Quais foram as locomotivas utilizadas na Linha do Oeste?

Na linha do Oeste, foram utilizadas as locomotivas a vapor da Série 831 a 836, Série 501 a 508 e 0201 a 0224, e as automotoras a vapor da Z1 a Z4. Em termos de material a gasóleo, passaram pela Linha do Oeste as locomotivas das Séries Série 1800, que rebocavam comboios de mercadorias, 1500 e 1300, e as automotoras 0300, 0600 e 0450 .

Quais são os objetivos da petição para a defesa da linha dooeste?

A petição foi entregue à Assembleia da República em Outubro do mesmo ano. Em Março, foi criada a Comissão para a Defesa da Linha do Oeste, formada por habitantes dos concelhos do Bombarral, Caldas da Rainha, Óbidos e Peniche, com o objectivo de defender a requalificação desta linha e melhorar as condições dos serviços de passageiros.

Qual o traçado da Linha do leste?

Em Janeiro de 1856, chegou a Portugal o engenheiro Wattier, que tinha sido contrato pelo governo para planear o traçado e dirigir as obras da Linha do Leste. Em Junho desse ano, os governos ibéricos formaram uma comissão mista, para estudar qual o traçado definitivo para a ligação fronteiriça.

Quais foram as principais características da construção da Linha do leste?

A construção da Linha do Leste fez parte da primeira fase da instalação dos caminhos de ferro em Portugal, nas décadas de 1850 e 1860, que incluiu igualmente a Linha do Norte, e os primeiros lanços das futuras linhas do Alentejo, Évora e Sul.

Como surgiram as primeiras locomotivas?

As primeiras locomotivas apareceram no século XIX, eram propulsionadas por motores a vapor e foram , sem dúvida, o mais popular até o final da Segunda Guerra Mundial. No Brasil eram chamadas popularmente como “ Maria-Fumaça “, em virtude da densa nuvem de vapor e fumaça produzidas quando em movimento.

Quais são os tipos de locomotivas?

As locomotivas podem ser divididas de acordo com sua fonte de energia em: a vapor, elétricas e diesel-elétricas, sendo que atualmente não se ultiliza mais em grande escala locomotivas a vapor.

Quais são as principais estações da Linha do Oeste?

Linha do Oeste – Edifício principal e cais secundário da estação da Fontela As estações que hoje em dia se podem considerar como principais a nível das mercadorias no Oeste são o Ramalhal, Pataias/Martingança e o Louriçal.

Qual foi o primeiro troço da Linha do Oeste?

A inauguração do primeiro troço da Linha do Oeste ocorreu a 2 de Abril de 1887, correspondendo ao troço Alcântara – Cacém1. Ainda no mesmo ano foram abertos os troços até Torres Vedras (21 de Maio) e Leiria (1 de Agosto).

Quais foram as principais características da construção da Linha do leste?

A construção da Linha do Leste fez parte da primeira fase da instalação dos caminhos de ferro em Portugal, nas décadas de 1850 e 1860, que incluiu igualmente a Linha do Norte, e os primeiros lanços das futuras linhas do Alentejo, Évora e Sul.

Quais foram as locomotivas utilizadas na Linha do Oeste?

Na linha do Oeste, foram utilizadas as locomotivas a vapor da Série 831 a 836, Série 501 a 508 e 0201 a 0224, e as automotoras a vapor da Z1 a Z4. Em termos de material a gasóleo, passaram pela Linha do Oeste as locomotivas das Séries Série 1800, que rebocavam comboios de mercadorias, 1500 e 1300, e as automotoras 0300, 0600 e 0450 .

Qual o nome da Linha do Dão?

Para a extinta ligação ferroviária de Viseu à Linha do Norte em Aveiro, veja Linha do Vouga. A Linha do Dão, originalmente conhecida como Ramal de Viseu e Linha de Santa Comba a Viseu, foi uma linha ferroviária de via estreita (1000 mm) que ligava Santa Comba Dão, na Linha da Beira Alta, à cidade de Viseu, no centro de Portugal.

Quais são os objetivos da petição para a defesa da linha dooeste?

A petição foi entregue à Assembleia da República em Outubro do mesmo ano. Em Março, foi criada a Comissão para a Defesa da Linha do Oeste, formada por habitantes dos concelhos do Bombarral, Caldas da Rainha, Óbidos e Peniche, com o objectivo de defender a requalificação desta linha e melhorar as condições dos serviços de passageiros.

Postagens relacionadas: