Cruz vermelha ucrania

cruz vermelha ucrania

Como ajudar a população ucraniana?

Algumas corporações de bombeiros, como é o caso da de Óbidos, estão a recolher bens essenciais para ajudar a população ucraniana. Aceitam vestuário, comida, artigos de higiene, cobertores, entre outros. Dê-nos 5 minutos, e iremos pô-lo a par das notícias que precisa de saber todas as manhãs.

Como entrar em contato com a Cruz Vermelha?

Se reside em Portugal, contacte-nos através do endereço ucrania@cruzvermelha.org.pt . Faremos de tudo para ajudar. Por razão dos conflitos na Ucrânia, preciso de apoio de saúde mental?

Como ajudar os ucranianos na Guerra?

A fundação de caridade Voices of Children é uma organização sediada na Ucrânia que oferece apoio psicológico às crianças afetadas pela guerra e apoio financeiro às famílias. Esta fundação está a trabalhar em várias aldeias e vilas ao longo da linha de frente nas regiões de Donetsk e Lugansk.

Como apoiar os sobreviventes dos bombardeamentos na Ucrânia?

O Comité Internacional da Cruz Vermelha (CICV) lançou um apelo para apoiar os sobreviventes dos bombardeamentos na Ucrânia. É desanimador perceber que, após oito anos de conflito na Ucrânia, as pessoas agora enfrentam mais violência, mais dor, mais perda e mais turbulência. Pode ajudar aqui.

Como fazer a sua parte para ajudar o povo da Ucrânia?

De ajuda humanitária até apoio médico nas linhas da frente, descubra como fazer a sua parte para ajudar o povo da Ucrânia. A guerra na Ucrânia está a acontecer desde 2014, com protestos pró-russos em todo o leste e sul do país, na sequência da Revolução Ucraniana e do movimento Euromaidan, que reivindicava uma maior integração europeia.

Como ajudar as pessoas na guerra na Ucrânia?

A primeira passa por “ajudar todos aqueles que já estavam em Lisboa, que são ucranianos, e que neste momento não podem voltar para o seu país”. Numa segunda fase, a Câmara de Lisboa vai ajudar a receber refugiados vindos da Ucrânia.

Como os ucranianos ajudam a erradicar a pobreza extrema?

A Global Citizen, organização internacional de educação que trabalha para erradicar a pobreza extrema, compilou uma lista com 7 maneiras de ajudar a Ucrânia. Segundo a Global Citizen, os ucranianos montaram uma lista de organizações confiáveis para as quais as pessoas podem fazer doações em dinheiro e ajudar os afetados pela crise. Confira: 1.

Como pedir apoio aos cidadãos ucranianos que estão em Portugal?

A Câmara Municipal de Lisboa vai disponibilizar apoio aos cidadãos ucranianos que estão neste momento em Portugal e às pessoas que querem sair da Ucrânia e vir para Portugal. Está agora disponível um contacto telefónico (800910111) e um e-mail (sosucrania@cm-lisboa.pt) para ajudar todos os que precisem de ajuda.

Como ajudar as pessoas na guerra na Ucrânia?

A primeira passa por “ajudar todos aqueles que já estavam em Lisboa, que são ucranianos, e que neste momento não podem voltar para o seu país”. Numa segunda fase, a Câmara de Lisboa vai ajudar a receber refugiados vindos da Ucrânia.

Como o mundo está ajudando os ucranianos?

Após a invasão da Rússia, uma onda de solidariedade surgiu em apoio aos ucranianos. A Rússia invadiu a Ucrânia por mar, ar e terra, deixando os ucranianos em pânico, com milhares de pessoas a tentar fugir do país. Neste sentido, organizações sem fins lucrativos pelo mundo estão a ajudar os cidadãos ucranianos.

Como pedir apoio aos cidadãos ucranianos que estão em Portugal?

A Câmara Municipal de Lisboa vai disponibilizar apoio aos cidadãos ucranianos que estão neste momento em Portugal e às pessoas que querem sair da Ucrânia e vir para Portugal. Está agora disponível um contacto telefónico (800910111) e um e-mail (sosucrania@cm-lisboa.pt) para ajudar todos os que precisem de ajuda.

Como ajudar as pessoas na Ucrânia mesmo estando longe?

Reunimos algumas sugestões para quem quer ajudar as pessoas na Ucrânia, mesmo estando longe, através de algumas associações e organizações. A Câmara Municipal de Lisboa vai disponibilizar apoio aos cidadãos ucranianos que estão neste momento em Portugal e às pessoas que querem sair da Ucrânia e vir para Portugal.

Postagens relacionadas: