Casa do alentejo

casa do alentejo

Quando surgiu a casa do Alentejo?

Construído possivelmente nos finais do século XVII, o edifício onde hoje se encontra instalada a Casa do Alentejo sofreu profundas modificações no princípio do século XX.

O que é o restaurante da Casa do Alentejo?

O Restaurante da Casa do Alentejo ocupa duas salas de grande beleza, uma ornamentada com painéis de azulejos da autoria de Jorge Colaço (início do séc. XX), a outra revestida com painéis de azulejos do antigo palácio do século XVII.

Por que a casa do Alentejo luta pela sobrevivência?

A Casa do Alentejo luta pela sobrevivência É mais um vítima colateral da covid-19. A histórica colectividade de Lisboa está a lutar pela sobrevivência, numa altura em que as quebras de facturação ascendem aos 84%. Sem mais tempo de moratória aos empréstimos e apoios a fundo perdido, a Casa do Alentejo teme não conseguir aguentar-se em 2021.

Por que a casa do Alentejo é chamada de “Grémio”?

Em 1939, por força da legislação que então vigorava, a agremiação teve que abdicar da designação de “Grémio”, passando a chamar-se Casa do Alentejo. A nossa Casa tem desempenhado, ao longo da sua vida, um importante papel em prol da Cultura e do Associativismo.

Qual a importância da Casa do Alentejo?

A intervenção da Casa do Alentejo vai muito para além do seu espaço físico em Lisboa, dando o seu contributo na organização de conferências, congressos e manifestações culturais que se realizam periodicamente no Alentejo com vista ao desenvolvimento regional, à melhoria da qualidade de vida dos alentejanos e à preservação dos seus costumes.

Como descobrir a história da Casa do Alentejo?

Conheça a história da Casa do Alentejo através do livro: “O Associativismo Alentejano na Cidade de Lisboa no século XX”, de Rui Rosado Vieira, à venda na Casa do Alentejo. Se é alentejano ou filho de alentejano, peça-nos uma inscrição.

Quem é o dono da Casa do Alentejo?

Passava o ano de 1932 quando foi arrendado ao Grémio Alentejano, posteriormente denominado – Casa do Alentejo – tornando-se a sede da Associação Regionalista Alentejana. Em 1981 é adquirido aos descendentes da família Paes de Amaral e tornou-se património de todos os alentejanos.

Por que a casa do Alentejo luta pela sobrevivência?

A Casa do Alentejo luta pela sobrevivência É mais um vítima colateral da covid-19. A histórica colectividade de Lisboa está a lutar pela sobrevivência, numa altura em que as quebras de facturação ascendem aos 84%. Sem mais tempo de moratória aos empréstimos e apoios a fundo perdido, a Casa do Alentejo teme não conseguir aguentar-se em 2021.

Postagens relacionadas: