Risco de incêndio por concelho

risco de incêndio por concelho

Quais são os riscos de um incêndio?

Esse risco pode ser Pequeno, Médio I, Médio II ou Grande. Tudo isso servirá, para em caso de sinistro, os ocupantes de uma edificação sejam orientados de forma correta e para que o corpo de bombeiros saiba exatamente como agir no combate ao incêndio.

Quais são as causas da fumaça de um incêndio?

A fumaça de um incêndio contém diversas partículas diferentes, e entre elas, estão o cloro, cianeto e o enxofre, que provocam inchaço das vias aéreas, extravasamento de líquido e consequentemente, impedem a passagem do ar pelos pulmões; 4. Bronquite/bronquiolite

Quais são os perigos de inalar fumaça de incêndio?

Os perigos de inalar fumaça de incêndio variam desde queimaduras nas vias aéreas até ao desenvolvimento de doenças respiratórias como bronquiolite ou pneumonia. Isso porque a presença de gases, como monóxido de carbono, e outras pequenas partículas são arrastadas pela fumaça até aos pulmões, onde causam irritação dos tecidos e causam inflamação.

O que acontece com o nariz durante o incêndio?

O calor provocado pelas chamas pode causar queimaduras no interior do nariz, laringe e faringe, especialmente de pessoas que estão muito perto do incêndio.

Quais são as categorias de risco do incêndio?

Categoria de risco 1 (risco reduzido): carga de incêndio modificada não superior a 500MJ/m2, nenhum piso abaixo do plano de referência. Se ao ar livre, carga de incêndio modificada não superior a 1000MJ/m2; Categoria de risco 2 (risco moderado): carga de incêndio modificada não superior a 5000MJ/m2, no máximo um piso abaixo do plano de referência.

Qual é o risco de incêndio moderado?

Categoria de risco 2 (risco moderado): carga de incêndio modificada não superior a 5000MJ/m2, no máximo um piso abaixo do plano de referência. Se ao ar livre, carga de incêndio modificada não superior a 10000MJ/m2;

Como calcular o risco de incêndio?

Risco elevado. O risco de incêndio de um local é calculado de acordo com a soma das energias caloríficas que podem surgir com a quantidade de combustível presente num local. Os itens inflamáveis que contam para esse cálculo podem estar presentes em toda a construção, incluindo revestimentos das paredes, pisos e tetos.

Quais as principais causas de incêndio residencial?

Isso pode acontecer em mancais, rolamentos, esteiras, polias, entre outros, que não estejam suficientemente lubrificados. Fibras de juta, feno, carvão, resíduos de algodão, panos ou estopas impregnados de óleo vegetal, pólvora ou outros produtos químicos podem se inflamar sem o contato com uma fonte externa de calor.

Postagens relacionadas: